DOM Bucho da Sertã

Tendo na carne de aves e de porco do Monte da Lameira a base da sua confeção, o pão, o presunto, os ovos e, o sumo de laranja natural que à receita se junta, conferem-lhe um recheio farto, macio e adocicado.

Basta assar 15 minutos no forno e eis uma iguaria requintada, perfeita para servir em fatias largas, acompanhado de rodelas de laranja e salada/hortaliça da época.

Um verdadeiro almoço de príncipe.

Como confecionar: 15 minutos no forno a 170º C embrulhado em folha de alumínio ou papel vegetal; abrir o papel e deixar tostar a pele mais 5 a 10 minutos.

O Bucho e a sua história

Hoje reconhecido como elemento essencial na gastronomia beirã, o Bucho Recheado teve, essencialmente no passado século XX, usos festivos diversos, percursos variados e algumas alterações decorrentes da maior ou menor escassez de alimentos e dos hábitos da população que está na sua origem.

O início do século XX marca para sempre a identidade do Bucho Recheado, conjugando hábitos alimentares que trabalhadores da Sertã adquiriam na faina agrícola a que rumavam de colheita em colheita, para sobrevivência dos seus.

Atualmente é entendido como um enchido tradicional inconfundível, representativo da identidade da região e, pelo seu sabor e textura, revelador das origens das gentes que lhe deram forma.

A Sertã é a região onde o Bucho ganha identidade e conquista território na gastronomia nacional.